Páginas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Macarrão Espaguete com Ervas Frescas


Macarrão Espaguete com Ervas Frescas

O que é preciso?
500 gr. de macarrrão espaguete com ovos

1 xícara de azeite
3 dentes de alho grandes, amassados
12 tomatinhos americanos
2 xícaras de cheiro- verde picado
1 xícara de hortelã fresca picada
3 xícaras de mangericão fresca picada
5 xícaras de folhas de espinafre picadas
2 colheres de sopa de alcaparras picadas
1 xícara de champignons fatiados
2 xícaras de azeitonas verdes fatiadas
1 pires de queijo ralado
sal à gosto

Como fazer?
Cozinhe o macarrão conforme a embalagem.
Numa panela grande aqueça o azeite em fogo médio
e frite o alho até começar a dourar (2 minutos).
Junte o cheiro-verde, o mangericão, o espinafre, e o sal
e refogue ràpidamente. Acrescente as alcaparras, os
champignons, os tomates e as azeitonas.
Refogue por
mais uns minutos e acerte o sal. Abaixe o
fogo e adicione
o macarrão e mexa para aquecer bem.
Transfira para uma travessa, polvilhe o queijo ralado.
Sirva em seguida.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Salada de Grão de Bico com Batatas


Salada de
Grão de Bico
com Batatas

O que é preciso?
1/2 k de batata
1/2 K de grão de bico
1 xícara de chá de cebola picada
2 dentes de alho picados
1/2 xícara de azeite
1/2 xícara de vinagre
sal e pimenta do reino à gosto
1 xícara de chá de salsa picada
1 xícara de chá de azeitonas pretas picadas

Como fazer?
Deixe o grão de bico de molho por 12 horas.
Cozinhe em água por cerca de 40 minutos,
até que fiquem macios.
Junte a cebola e
o alho picados e tempere com azeite, o vinagre,
o sal
e pimenta do reino à gosto.
Acrescente a salsa e as azeitonas pretas picadas,

e deixe algumas horas na geladeira para pegar gosto.
Sirva fria.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Chuchu com Creme de Cenouras


Chuchu com Creme de Cenouras

O que é preciso?
2 chuchus médios com casca
1 cenoura média cozida e picada
1 colher de sopa de óleo de milho
2 colheres de chá de sal
1 folha de louro
pimenta do reino à gosto
4 ovos
Salada de foflhas picadas
1/2 xícara de chá de ricota fresca

Como fazer?
Lave bem os chuchus e corte-os em rodelas de um
centímetro. Cozinhe-os no vapor até ficar al dente.
Reserve.
Bata no liquidificador a cenoura, o óleo e a ricota
e a metade do sal. Reserve.
Coloque em uma frigideira grande uma xícara de
água, o suco de limão, as folhas de louro e o sal
restante. Leve ao fogo. Quando ferver ponha os ovos.
Cozinhe até a clara ficar firme e a gema um pouco mole.
Retire os ovos com a escumadeira. Faça os mesmo com
os outros dois ovos. Retire. Sirva com o chuchu, o creme
de cenoura e a salada de folhas grosseiramente picadas.


domingo, 29 de novembro de 2009

Como Preparar o Natal


Como Preparar o Natal

Temos que nos transportar às origens espirituais do sentido
mais profundo do Natal. Um renascimento desta força
rejuvenescedora do Cristo que ocorre a cada ano,
é a festa do nascimento do menino Jesus.
É esse renascimento constante da força crística em nós que
festejamos no Natal. Assim, a história do nascimento
do menino Jesus e a Adoração dos Pastores e dos Reis Magos,
contadas nos Evangelhos de Lucas e Mateus, tornam-se histórias
arquetípicas da humanidade e do Natal.
O impulso gerado por uma festa cristã, cultivado e aprofundado
é um alimento anímico que tem como tarefa lembrar ao homem
a origem Divina dele próprio.
A força plasmadora gerada pelo sentimento reverente através de
oração formal, ou de um verso tendo o caráter de uma oração,
a leitura de um conto, lenda, sobre o mistério natalino, atuam
por suas próprias palavras e nos reconduzem à imagem pura
contemplativa.
"Quando um profundo silêncio envolvia todas as coisas e a noite
estava em seu curso, os pastores ouviram miríades de Anjos que
cantavam em glória à Deus e anunciavam o nascimento do Salvador.
Foram até Belém e cheios de admiração encontraram o Menino,
envolto em faixas, e sua Mãe."Diz o Evangelho Lc.2,19:
"Maria conservava cuidadosamente esses acontecimentos e
os meditava em seu coração."
Podemos dar um verdadeiro sentido espiritual ao Natal no decorrer de
cada dia do mês de Dezembro. Para este ciclo a sugestão é a introdução
à prática da oração que pode ser usada isoladamente ou em conjunto.
Os que oram formam uma corrente em que cada elo é fortalecido pela
invocação. Podemos criar com
nossas intenções, uma potente rede de
Luz que esparge paz e bem para a humanidade. Mais importante que o
tempo que se despende à esta prática é a interiorização, a qualidade

com que é feita e a reflexão no silêncio do ser.
Recolhimento:
*Levar o pensamento para a área do coração e reverenciar a fonte
de Luz que aí existe

"Mantém o pensamento sobre a Luz,
sobre a Verdade
e deixa que a Luz chegue!"

sábado, 28 de novembro de 2009

Advento /Tempo de Preparo




Advento

Advento é o tempo de quatro semanas que antece o Natal.
É um tempo no qual nos preparamos espiritualmente para
rememorar
e celebrar a vinda do menino Jesus,
vinda de Deus criança.

É o tempo reservado em nossa vida para refletir, meditar,
cantar
e recontar a história do nascimento do menino Jesus.
É um tempo especial para pensar sobre o sentido da nossa vida,
a nossa fé e de nossa esperança.
É um tempo em que muitas luzes são acesas nas casas e nas
ruas
das cidades, revelando o desejo humano de Luz sobre toda
a vida.

O primeiro Advento é o quarto domingo antes do Natal.
Nesta época começa o preparo do presépio.
Uma forma de reverência e devoção ao Divino é ao acordar,
a mesa está posta, enfeitada com uma guirlanda e alguns
raminhos verdes e a primeira vela é acesa com solenidade.
No segundo advento , o mesmo enfeite, só com duas velas à mesa.
No terceiro são três velas e no quarto advento, último Domingo antes
do Natal, são quatro velas à mesa.
Assim, deixe que o silêncio e a devoção penetrem sua alma e a luz
frágil da vela ilumine o seu espaço interior, onde vive o seu próprio
Eu
a verdadeira Luz Solar do Eu do Cristo se faça presente.
Cada um de nós pode prover condições espontâneas de reverência
porque nossos corpos são santuários, que o Santo dos Santos,
o altar o sacrário é o próprio coração, morada eterna do ser,
do Cristo.
A presença Crística é imanente à esse sistema solar
e a este universo planetário.

Deve porém ser dinamizada no âmago dos seres.
A energia da devoção, cujo impulso conhecemos da forma mais
pura
quando criança e canalizadas mais tarde para o Eu Interno
é ampliada ao desenvolvermos a vontade persistente ao serviço
mundial planetário
através da oração.
A busca do silêncio interno frente aos estímulos externos, buscando
saber ouvir, comunicar-se com qualidade são parte desse desafio.
O contato com o lugar sereno e calmo que existe dentro de cada
um,
nossa essência. Pela oração assumimos a parte que nos cabe
em nosso renascer,
no qual o poder irradiado pelo estado de oração
é suprimento para a cura.
Colaboramos na dissolução de conflitos
se não tardamos a solucioná-los,
se nos abrimos para a Luz e para
o oração.
Não precisamos preocupar-nos em como orar.
O importante é a atenção e sinceridade ao nos abrirmos ao ser Interno.
Recolho-me no pleno Amor e por ele deixo-me curar.
Que a oração seja sempre em nossas vidas a Luz que nos conduz.





quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Bolo de Gengibre com Passas


Bolo de Gengibre com Passas

O que é preciso?
I xícara de chá de manteiga
1/2 xícara de chá de açúcar
3 ovos
1 xícara de chá de maizena
1 potinho de iogurte
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de sopa de gengibre ralado
1 colher de chá de canela em pó
1/2 xícara de chá de uvas passas sem sementes

Como fazer?
Bata a manteiga com o açúcar e as gemas, até formar
um creme. Ainda batendo, adicione a farinha de trigo e a
maisena, alternando com o iogurte. Acrescente o fermento,
o bicarbonato, o gengibre e a canela.
Pare de bater e incorpore, delicadamente, as claras batidas
em ponto de neve e as passas. Despeje numa forma redonda
untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo, e
leve ao forno pré-aquecido e moderado durante 40 minutos
mais ou menos. Retire, desenforme, espere esfriar e sirva.

Antepasto de Berinjela
















Antepasto de Berinjela


O que é preciso?
3 berinjelas grandes
3 pimentões vermelhos
4 cebolas médias
2 dentes de alho
4 colheres de sopa de uva passa (opcional)
12 azeitonas pretas ou verdes
1 xícara de chá de salsa picada
sal e pimenta do reino á gosto
1/3 de copo de óleo de girassol
1/3 de copo de vinagre

Como fazer?
Descasque as berinjelas e corte-as em
fatias
no sentido do comprimento.
Deixe-as na água com
3 colheres de sopa de
vinagre e 1 colher de sopa de
sal por 10 minutos.
Em uma tábua, corte as fatias de berinjelas em
tirinhas
no sentido do comprimento.
Por fim, corte as tirinhas ao meio.
Reserve.
Tire as sementes dos pimentões e corte-os
também em
tirinhas no sentido do comprimento
e, por fim, ao meio.

Em uma panela coloque as berinjelas e os
pimentões com mais ou
menos 4 xícaras (chá)
água ou o suficiente para cobrir os
ingredientes.
Afervente os legumes sómente até amolecer.
Não cozinhe. Coloque em um escorredor e
aperte bem com uma
escumadeira, até escorrer
toda a água. Reserve.
Corte as cebolas em tiras
largas também no sentido do comprimento.

Pique o alho em pedaços bem pequenos.

Em uma panela de pressão, arrume uma camada
de cebola e alho,
outra de berinjela e pimentão
e salpique a uva passa por cima.

Repita a operação até terminar todos os
ingredientes.
Coloque então a azeitona preta
e a salsa,1 colher de sobremesa de
sal e pimenta
do reino à gosto.
Despeje sobre esta mistura o
óleo de girassol e o vinagre.
Cozinhe em panela
de pressão por 8 minutos. Deixe esfriar na
panela.
Depois de frio, arrume no prato em que vai servir
ou
guardar. Sirva com pão italiano ou como salada.

Como Ser um Bom Vegetariano!

Como Ser um Bom Vegetariano!

Embora a alimentação seja um fator importante para a saúde,
ela não é o bastante por si, só. Se uma pessoa é vegetariana,
mas não toma Sol e passa a vida sentada
em ambientes
confinados e não mastiga direito, abusa de doces, de
alimentos
fritos ou gordurosos, além disso fuma ou usa bebidas alcólicas,
ou ainda
entrega-se a trabalhos excessivos e passa noites mal
dormidas,
evidentemente o seu vegetarianismo não valerá muito.
Além disso, o fator moral e o equilbrio sexual e emocional
desempenham
papel importantíssimo na saúde física e mental
do indivíduo.
Ser um vegetariano não é simplesmente, suprimir
a ingestão de carne.
É necessário ter-se conhecimentos gerais
acerca da ciência da nutrição,
a qual embora em desenvolvimento,
já nos fornece um conjunto de
conhecimentos fundamentais.
Eis umas dicas:
- Procure aumentar os seus conhecimentos à respeito da nutrição.
É melhor um conhecimento deficiente do que nenhum.
- Procure andar calmamente após as refeições.
Sempre que possível
busque estar ao ar livre, bem como
banhar-se de sol, ainda que por
poucos minutos, de
preferência na parte da manhã ou à tarde com o
sol não
muito forte.

- Ao mudar qualquer hábito alimentar, sobretudo ao
tornar-se
vegetariano, faça-o progressivamente.
Mesmo que seja apenas a
mudança para o pão integral
ou coisa simples assim, inicie com
pequenas quantidades
e aumente segundo sua tolerância.

Cabe aqui uma pausa.
Uma frase que se tornou um slogan favorito:

- "O que é saudável é delicioso para quem já educou o
seu apetite."

Educar o apetite, aprender a comer o que não gosta ou
diz que não
gosta é um exercício de libertação.
A cozinha é um campo extenso para treinar e exercitar
a libertação.
Ouse. Prove novos sabores.
Liberte-se dos gostos e desgostos.
Bom Apetite!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Pudim de Coco ao Pão-de-ló


Pudim de Coco ao Pão -de-ló
Pudim
O que é preciso?
1/2 litro de leite
4 colheres de sopa de açúcar
2 gemas
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de maizena
Metade de um coco ralado

Como fazer?
Misture os ingredientes, exceto o coco ralado,
Leve ao fogo até ficar consistente, e ainda quente,
misture o coco ralado. Reserve.

Pão-de-ló
O que é preciso?
3 ovos
3 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó

Como fazer?
Bata as claras em neve e junte as gemas uma a uma.
Coloque o açúcar e continue batendo.
Acrescente a farinha e o fermento peneirados.

Arrumação do Pudim
Caramele uma forma com 2 xícaras de chá de açúcar.
Salpique a outra metade do coco ralado e espalhe o
pudim reservado. Em seguida coloque a massa do
pão-de-ló. Leve ao forno por 20 minutos mais ou menos.
Depois de frio, leve à geladeira na própria forma.
Deixe gelar de um dia para outro.



quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Farofa Salgada de Pinhão com Linhaça



Farofa Salgada de Pinhão com Linhaça

O que é preciso?
Um punhado de pinhão
(ou quanto desejar)
1 dente de alho amassado
2 colheres de sopa de manteiga
1/2 xícara de farinha de mandioca
5 colheresde sopa de linhaça triturada
1 colher de café rasa de curcuma em pó
2 colheres de sopa de salsa picada
2 colheres de sopa de alho poró cortado em rodelas

Como fazer?
Cozinhe o pinhão em água, na panela de pressão, sem sal
por 15 minutos, após pressão. Retire a casca e corte cada
um em quatro partes.
Misture a manteiga derretida com curcuma e o pinhão.
Polvilhe com sal à gosto, adicione a farinha de mandioca,
a linhaça, o alho poró e salsa. Deixe apurar no fogo.
Desligue e sirva em seguida.

Farofa Doce de Linhaça

Farofa Doce de Linhaça

O que é preciso?
5 colheres de sopa de farinha de linhaça dourada,
levemente tostada em uma frigideira ou no forno
1 colher de sopa de açúcar demerara marrom
Raspas de 1 laranja

Como fazer?
Depois de fria, acrescente os outros ingredientes,
Para enriquecê-la acrescente à gosto flocos de quinua,
também previamente tostados.

Como Usufruir dos Benefícios da Linhaça

Como Usufruir dos Benefícios da Linhaça

A Linhaça é um dos principais alimentos funcionais.
A propriedade de reguladora intestinal da linhaça é notória.
Só que sua ação laxante é um dos benefícios menos importantes.
Além de fibras, a pequena semente é riquísima em ômegas 3 e 6,
vitaminas, minerais e proteínas.

Ajuda ainda, no rejuvenescimento celular e na prevenção de
doenças
cardiovasculares. É também fonte de fitoestrógeno,
que, segundo
estudos protege contra o câncer de mama.
Porém, pouco adiantará se seu uso não for adequado.
"A semente não deve ser consumida inteira, mas sim triturada
levemente no liquidificador."
"Como não conseguimos triturá-la na mastigação, ela entra e
sai do
intestino intacta, pois sua casca é resistente à ação do suco
gástrico"
,justificando -se por que é necessário levá-la ao liquidi-
ficador.
Se a casquinha da linhaça não for quebrada, os nutrientes
permanecerão no miolo da semente, não sendo absorvidos pelo
organismo.
Além disso, se a farinha obtida no liquidificador não
for armanezada
corretamente, perderá seus poderes, pois acaba
oxidando.
Portanto, deve ser guardada em um recipiente de
preferência de vidro
e opaco, para protegê-la da incidência da luz
- principal responsável pela
oxidação. Depois deve ser guardada
na geladeira por, no máximo, três dias.

Na falta de um recipiente opaco, vale embrulhar o vidro em
papel alumínio.

"Embora seja vendida farinha de linhaça pronta, sempre
aconselho que se
faça em casa, para que seus benefícios
permaneçam potencializados".

A quantidade diária recomendada são três colheres de sopa
distribuidas
entre as refeições - café da manhã, almoço e jantar.
No café da manhã pode ser acrescentada à vitamina, suco,
achocolatado,
iogurte. No almoço ou jantar, pode ser misturada
a salada, feijão, arroz,
molhos, sopas, omelete, massa de pão,
bolo, enfim, o que quizer.

Como o seu gosto lembra o de uma castanha, não vai modificar
radicalmente o sabor dos pratos.
Outra forma de consumir a linhaça e potencializar sua ação
funcional
é germinar ou hidratar as sementes com água,
na seguinte proporção:
para cada colher de sopa de linhaça,
acrescente dois dedos de água e
deixe de molho, no mínimo,
quatro horas - ou no intervalo entre o
sono da noite e a manhã
do dia seguinte. Após esse tempo de molho,
a água adquire
consistência de gel, e ativa outra importante substância,

a lignana, rica fonte de fitoestrógeno, que auxília no combate
aos sintomas
da TPM, menopausa, osteoporose e câncer de mama.
Há outra formas de consumo da linhaça, como por cápsulas,
mas só sob
prescrição médica.
Há, ainda, o óleo de linhaça, cujo inconveniente é o
sabor
acentuado de peixe, resultado da alta concentração de ômegas

3 e 6 - ácidos graxos que combatem o envelhecimento celular e
problemas
cardiovasculares.
"Uma dica é temperar o óleo com ervas aromáticas,
como
alecrim e tomilho." No entanto, a maneira que promete mais
benefícios
é mesmo in natura. A linhaça também está associada
à redução de peso.
Um dos motivos seria sua capacidade de
diminuir o colesterol ruim
( LDL) e aumenar o bom (HDL),
graças às fibras solúveis da pequena
sementinha, que são
absorvidas pelo organismo.
De quebra, ajuda a
controlar a glicemia, diminuindo o risco
de diabetes.
Não é só isso. As proteínas encontradas na
linhaça, tais como glutamina,
arginina e histidina,
fortalecem o sistema imunológico.

Os resultados positivos surgem a longo prazo,
se seu consumo for diário.

Penne com Alcachofra e Ervas Finas


Penne com Alcachofra e Ervas Finas

O que é preciso?

1 colher de sopa de azeite
2 dentes de alho picados
1 colher de sobremesa de alecrim
1 colher de chá de tomilho
1 colher de chá de sálvia
8 fundos de alcachofra (conservados em água)
cortados em tiras
5 tomates sem sementes em cubinhos
Sal à gosto
1 colher de vinagre bâlsamico
400 g. de penne cozido
1 colher de sopa de ricota defumada

Como fazer?
Em uma frigideira antiaderente, aqueça o azeite
e refogue o alho e as ervas.

Em seguida, coloque os fundos de alcachofra, os tomates
e o sal.
Mexa delicadamente por 3 minutos.
Acrescente o vinagre e deixe ferver.

Coloque sobre o penne cozido e polvilhe com a ricota.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Quero Me Tornar Uma Pessoa Bonita


Quero me Tornar Uma Pessoa Bonita

Todos os dias e em todos os momentos as pessoas sem
se dar
conta do que revelam no rosto e no corpo tudo
aquilo que já
viveram. Esse desnudamento pode ser
embaraçoso e até
mesmo assustador.
Que coisa horrível!

Desde o nascimento, tudo o que pensamos e falamos,
todas
as nossas ações e intenções, tudo isso molda
nosso corpo,
nossa mente, nosso Ser.
Basta um simples olhar e toda a
nossa caminhada,
etapa por etapa, nítidamente se revela
para aqueles
que sabem ver. Depois dos quarenta anos de
idade,
somos responsáveis por nosso rosto. De fato, é por

volta dos quarenta anos que a face e o corpo
esculpidos
lentamente desde o nascimento, por
cinzéis invisíveis revelam o que nem roupas,
nem maquiagem podem
esconder.
O professor Aizu escreveu certa vez a um
conhecido:

Meu caro amigo:

"Em cada circunstância agindo e pensando com
tranquilidade,
atenção e o coração em paz,
espero tornar-me uma pessoa bonita."

São palavras comoventes. Também eu desejo
ardentemente envelhecer desse modo.


PITANGA COCKTAIL

"Cocktail"
É uma bebida estimulante feita à base de misturas
de bebidas alcólicas e licores, podendo-se utilizar
nos mesmos,
também leite ou suco de frutas.
Receitas extravagantes e elegantes fazem parte de
centenas de
"Cocktails" inventados e preparados
pelos mais diversos e criativos
entendidos ou não
no assunto, nas mais variadas regiões do Planeta.

Com o passar do tempo, novas receitas foram
sendo difundidas, e
pràticamente já não existem
nenhum segredo ou forma que não
tenha sido
desvendada.

O artigo está na revista Ventura nº 55 de 2007,
Inglês /Portugues.

Meu interesse pelo assunto surgiu porque o "meu"
pé de Pitanga está
com frutos.
A sugestão "bem light" é experimentar o "tal".


Pitanga Cocktail
(For 6 people)

1 glass of pitanga (Brazilian cherry) juice
1/2 glass of cream
2 glasses of orange juice
1/2 glass of magnezian mineral water
1 spoonful of sugar
Shake ande serve

Coquetel de Pitanga
( 6 pessoas)

1 copo de caldo de pitanga
1/2 copo de creme de leite
2 copos de caldo de laranja
1/2 copo de água mineral magneziana
1 colher de açúcar
Bater e servir

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Caldeirão de Verduras à Grega


Caldeirão de Verduras
à Grega


O que é preciso?
1 prato de sopa de chicória
1 prato de sopa de acelga
1 prato de sopa de espinafre
1 prato de sopa de repolho
2 colheres de chá de noz-moscada
4 ovos batidos
3 colheres de sopa bem cheias de queijo ralado
1 colher de sobremesa rasa de maisena
sal e pimenta-do-reino à gosto
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de óleo

Como fazer?
Lave bem as verduras e pique-as em pedaços largos.
Em uma panela doure a cebola e o alho no óleo.
Acrescente então todas as verduras picadas,
misturando bem. Tempere com sal, pimenta à gosto e
a noz-moscada. Refogue a verdura em fogo baixo por
aproximadamente 10 minutos, de forma que fique al dente.
Desligue o fogo, escorra o excesso de água da verdura, reserve.
Junte à água escorrida, os ovos, a maizena e misture bem
Acrescente este caldo novamente à verdura e leve ao fogo por
alguns minutos. Polvilhe queijo ralado , misture bem e sirva
imediatamente.

Patê de Cenouras


Patê de Cenouras

O que é preciso?
4 cenouras
2 pimentões
6 tomates, sem pele e sem sementes
6 colheres de sopa de leite
2 colheres de sopa de maizena
1 colher de sopa de mostarda
1 colher de sopa de manteiga
4 colheres de sopa de água
150g de azeitonas picadas
4 colheres de queijo ralado
sal à gosto

Como fazer?
Cozinhe as cenouras e rale no ralo grosso.
Pique bem os pimentões, os tomates e as azeitonas.
Junte todos os ingredientes e misture bem.
Leve ao fogo até engrossar. Acrescente por último o
queijo ralado. Sirva gelado.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

O Menino Que Foi Para Dentro Dele Mesmo


O Menino Que Foi Para Dentro Dele mesmo

Era uma vez um menino.
Embora ele gostasse muito de correr, de brincar,
de aprender e trabalhar
tinha uma coisa de que
gostava especialmente: era sentar, no fim da tarde,

em sua cadeirinha confortável, e ficar quieto.
Lá ele costumava se perguntar
por que é que
gostava da vida, por que é que às vezes se sentia tão
feliz e por
que às vezes uma nuvem de tristeza vinha
encobrí-lo. Como ele estava
tentando descobrir de onde
é que essas coisas vinham, ele ficou muito quieto,
como
se olhasse para si mesmo indo lá dentro cada vez mais
fundo, mais ou
menos até o lugar onde o seu coração
estava batendo num ritmo regular.

E como era bastante curioso, ele simplesmente continuou a ir,
na certeza
de que encontraria uma resposta para sua pergunta.
Á medida que prosseguia, ele se sentia cada vez mais como se
estivesse
entrando em um lugar muito quente, muito calmo e
muito aconchegante.
E lá ele encontroou a Fonte, alguma coisa
funda, como um poço, uma Fonte
de toda a Felicidade e Alegria
de Verdade. Bastante surpreso, ficou algum
tempo saboreando
a sensação maravilhosa, decidido a não esquecer o que
tinha
experienciado. E enquanto ia voltando à sua maneira normal de

perceber as coisas a sua volta, relembrou com muito cuidado o
caminho que
tinha percorrido e o que é que ele tinha visto.
Toda tarde agora ele fazia a mesma coisa. Às vezes achava o
caminho muito
fácil e chegava bem depressa á felicidade;
outras vezes era difícil, e o caminho
parecia bloqueado por
pedras e barreiras que tornavam quase impossível
continuar.
Mas toda vez que conseguia chegar à meta, ele descobria
mais
alguma coisa nova e bonita.
Então ele nunca desistia e simplesmente tentava
de novo e
de novo. Agora acontecia outra coisa que vinha para ele
bem frequen
temente: era que muitas vezes ele esquecia muito
depressa todas as coisas que
estava aprendendo na escola,
em seus livros e que depois de aprender coisas novas,

alguma coisa, sempre se perdia e nunca nada era completo
ou total.
Um dia, quando ele estava de novo sentado em
sua cadeirinha, um raio de sol todo
brilhante caiu de
repente bem em cima de sua cabeça, passou por dentro
de sua
cabeça e desceu até o lugar, na fonte de sua
felicidade, onde ele estava morando.

E como se escalasse por uma corda, ele começou a subir
pelo raio, indo além de sua
cabeça, cada vez mais alto.
Lá ele encontrou, sem, no entanto abandonar a fonte de

toda a sua felicidade, um lugar extremamente maravilhoso
e interessante, o lugar onde
todo o conhecimento está reunido,
todo junto, e a única coisa necessária é ir lá e olhar.

Você pode imaginar que toda tarde agora o menino fazia duas
coisas muito lindas:
tentava encontrar a felicidade verdadeira
e subia até o lugar de todo o conhecimento, experienciando
cada vez mais coisas que não podem ser contadas em nossa
linguagem
normal. Mas se voce que saber como é que são os
lugares, simplesmente tente ir lá.
Se não der certo da primeira
vez, seja paciente e tente de novo.
E pode ter certeza, pode ter absoluta certeza um dia você vai chegar!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pãezinhos Rápidos


Pãezinhos Rápidos

O que é preciso?
150 gr de queijo catupiry
1 ovo
1 colher de chá de sal
4 colheres de sopa de óleo
250 gr de farinha de trigo (2 1/4 xícara)
1 colher de sopa de cebolinha verde picada
1 colher de sopa de salsinha
leite ou yogurte para pincelar

Como fazer?
Misture o queijo com o ovo, óleo e o sal.
Acrescente os ingredientes restantes, amasse bem até obter uma
massa lisa. Passe farinha nas mãos e forme um rolo com a massa.
Corte uma fatia grossa com uma faca molhada.
Coloque numa assadeira untada.Pincele com o leite ou iogurte.
Asse em forno quente pré aquecido por 15 a 2o minutos.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vamos cantar! Laia, laia, laia!


Agora neste momento, onde quer que Você esteja,
sinta o coração tranquilo, a Alma leve, a mente junto à Luz.
A tua Luz, aquela que habita em teu Ser, que corre os dias
contigo, que vare as noites para que fiques tão sómente com
as estrelas. Sente este momento, o ar que te rodeia, a vida
que pulsa perfeita em ti. Não descuida de ti.
Dá sempre ao teu reino, o melhor.
Dança com a Alegria e retira os véus da tristeza.
Tenha sempre a mão a chama viva do discernimento e no
coração a certeza de estar acompanhado, de estar protegido.
E deixa, deixa que os dias aconteçam.
E que junto deles tu possas ir vivendo a cada momento,
aceitando a transformação dos tempos, do teu Ser e
daqueles que contigo habitam.
Ao respirar, respira longa e profundamente,
respira lenta e suavemente, respira a suave e doce
simplicidade da vida, tão plena de Energia,
tão plena de Amor.
Respira muito, muito profundamente e
o Amor te fará chorar...
de Alegria!
"Vê, estão voltando as flores,
Vê um novo céu se abrindo
Por onde nós vamos indo.
Laia, laia, laia!"

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Propriedades da Música

Propriedades da Música
"A música arrebata, dinamiza, eleva, inspira, fortalece,
vibra na memória, cura enfermidades incuráveis, cativa
a mente, expele doenças, esta sai ao encontro da onda
musical, ambas se mesclam e desaparecem no espaço."
Acredito que a música pode ser um catalizador para o bem.
A música é um instrumento extremamente importante do Divino.
Quando usada de forma sábia e eficiente, coloca o homem em
sintonia
com fontes mais elevadas de amor e poder, fortalecendo
assim seu caracter,
suas metas e conferindo-lhe uma finalidade
espiritual mais elevada sobre a terra.

A música quando sabiamente utilizada, pode ajudar a trazer a
liberação e
purificação para o corpo, para as emoções e para
os padrões de pensamentos
dentro da personalidade.
A música também pode por o ouvinte a dimensões
espirituais
de força mais profundas no seu interior e à sua volta.

Eis alguns exemplos do que a musica pode fazer:
aumentar a vitalidade física,
atenuar a fadiga e a inércia,
penetrar em estados de espírito, acalmar as
ansiedades e
tensões, elevar os sentimentos, concentra o pensamento,

ajudar a definir mais claramente as metas, liberar coragem
e a persistência,
tornar mais profundos os relacionamentos,
enriquecer amizades, estimular
a criatividade e a sensibilidade,
fortalecer o caracter e o comportamento construtivo, expandir
a consciência de Deus e os horizontes do envolvimento espiritual.

A música se baseia na harmonia entre o céu e a terra, na
concordância do obscuro e da luz.

Quando se ouve o som correto da maneirta correta instaura-se
um estado de espírito harmonioso. O som suave nasce a harmonia.
A harmonia nasce da concordância. Quando o mundo está em paz,
quando todas as coisas estão calmas, todos seguem seus
"Eu Superiores" em suas mudanças, e então a música se completa.
A música consumada tem seus efeitos.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Jardineira de Legumes com Ovos e Molho Branco


Jardineira de Legumes
com Ovos e Molho Branco

O que é preciso?
Legumes Cru: Tomates, cebolas, batatas, cenouras, couve-flor
abobrinhas, chuchu, alho porró, batata baroa
Cheiro verde picado fino
Ovos
Queijo mineiro ou Ricota
Tofu refogado (opcional)

Como fazer?
Lave bem os legumes. Reserve.
Arrume em camadas num pirex com tampa, no fundo rodelas de cebolas,
em cima camada de batatas cortadas em rodelas, cenouras cortadas em
fatias longitudinais,
depois camada de abobrinhas em rodelas,
salpique alho porro em tirinhas,
camada de tomates, chuchu ,
batata baroa cobrindo com cheiro-verde.

Por fim a última camada de couve-flor em galhos pequenos.
Bata os ovos na proporção dos legumes e despeje por cima,
de maneira a entranhar
em todas as camadas.
Pode se colocar uma camada de queijo mineiro ou ricota ou

tofu refogado entre as camadas. Forno brando, pirex bem tampado.
Dica: Os legumes são crus e sem sal.

Molho Branco
O que é preciso?
1 colher de sopa de manteiga
1 copo de leite
1colher de sopa rasa de maisena
1 colher de chá de noz-moscada
sal e pimenta -do-reino branca à gosto
l lata de creme de leite
2 colheres de sopa bem cheias de queijo parmesão ralado

Como fazer?
Em uma panela, derreta a manteiga e acrescente o leite com
a maisena já dissolvida. Misture sem parar com uma colher de pau
até começar a engrossar. Tempere com noz-moscada, a pimenta-do-reino
e o sal à gosto. Por fim acrescente o creme de leite e o queijo ralado.



Salada de Lentilhas e Escarola com Ricota

Salada de Lentilhas e Escarola com Ricota

O que é preciso?
250 gr. de lentilhas
1 cebola bem picada
1 colher de sopa de azeite
1/2 k de tomates sem sementes passado pelo liquidificador
1 xícara de água fervente
1/2 xícara de azeite
5 dentes de alho
1 colher de orégano
1 colher de mangericão fresco
1 folha de louro
1 pé de escarola bem lavado e cortado em tirinhas
1 colher de sopa de suco de limão
1 1/2 xícara de ricota fresca cortada em cubinhos

Como fazer?
Coloque a lentilha, lavada e escorrida numa panela.
Cubra com a água fervente.
Deixe descansar por 1 hora.
Numa panela, frite a cebola no azeite por uns 5 minutos.

Junte as lentilhas, os tomates batidos, a água fervente, o azeite,
os dentes de alho,
o orégano, o mangericão e a folha de louro.
Deixe levantar fervura. Tampe a panela
e cozinhe em fogo lento,
mexendo de vez em quando, até que as lentilhas estejam cozidas

e quase todo o líquido evaporado.

Junte a escarola e o suco de limão. Deixe cozinhar por mais 5 à 7 minutos.
Retire a folha de louro. Coloque numa vasilha de vidro. Deixe esfriar.
Leve à geladeira, coberto por 2 horas mais ou menos.
Tempere com sal, suco de limão. Junte a ricota cortada em cubinhos.

sábado, 12 de setembro de 2009

Fataier de espinafre


Fataier deEspinafre

O que preciso?
Massa:
3 xícaras de chá de farinha de trigo integral
2 xícaras de chá de farinha de trigo
1 xícara de água morna
1 colher de sobremesa de fermento de padaria
1 colher de chá de açúcar ou mel
3 colheres de sopa de manteiga
Recheio:
1 maço de espinafre tenro, crú ou chicória ou escarola
1 cebola grande ralada grosso
2 colheres de sobremesa de azeite
1 limão pequeno(suco)
sal à gosto

Como fazer?
Numa panela, dissolva o fermento na água com o açúcar
e deixe crescer uns 5 minutos. Coloque toda a farinha e o
sal por cima. Derreta a manteiga, junte o óleo e
despeje-os quente sobre a farinha. Mexa com uma colher de pau
e amasse bem. Deixe descansar por uns 15 minutos.
Faça então pequenas bolas dessa massa e ponha-as numa forma
untada, uma perto da outra e deixe descansar por mais 15 minutos.
Desenrole cada bola com o rolo, mais ou menos iguais e redondas,
ponha o recheio, feche as beiradas formando um triângulo.
Deixe descansar por mais 15 mintos. Passe um pouco de óleo por cima
de cada uma, e asse em forma untada por mais ou menos 50 minutos.
O recheio de espinafre, lavar e cortar bem fininho.
Junte a cebola ralada, o sal e o azeite e o suco de limão.
Escorra bem. Empregue.
Dica: Se necessário acrescentar um pouco mais de água morna à massa
para dar o ponto.
Opcional: Recheio de carne de soja refogada com temperos
verdes e cenoura ralada crua.

Recheio de Carne de soja
O que é preciso?

2 xícaras de PVT do tipo miuda e escura
2 cebolas picadinhas
4 dentes de alho espremidos
5 colheres de shoyo
3 colheres de óleo
Água fervendo
sal á gosto
Temperos verdes : salsa cebolinha, mangericão
Cenoura ralada crua
1 copo de leite de soja
2 colheres de farinha de trigo integral
Como fazer?
Cobrir o PVT com água fervendo e deixar de molho por 20 minutos.
Virar num escorredor, espremendo para retirar bem a água. Reservar.
Dourar a cebola e o alho no óleo e em seguida colocar a PVT escorrida
e o shoyo e o sal. Mexer delicadamente, tampar e deixar 20 minutos em
fogo brando. Juntar aos poucos o leite de soja com a farinha integral
para dar "liga". Acrescentar os temperos verdes e a cenoura ralada crua.
Empregue.




quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Torta de Grão-de-Bico e Escarola


Retornando ao pedido da Teresa :
o que fazer com Creme de Grão-de-bico,
experimentei esta receita. Ficou ótima!

Torta de Grão-de-Bico e Escarola


O que é preciso?
1/2 pacote de grão-de-bico
2 maços de escarola cortada em tirinhas finas
1 colher de sopa de orégano
4 colheres de sopa de tahine não diluido em água
4 colheres de sopa de aveia em flocos
2 colheres de sopa de farinha de rosca
1/2 colher de sobremesa de sal, mais ou menos
1/2 xícara de água em que o grão-de-bico foi cozido

Como fazer?
Dispor em um pirex untado as folhas de escarola picadinha.
Bata no liquidificador o grão-de-bico cozido com o tahine, a aveia e o sal.
Colocar a água aos poucos para a massa não ficar rala.
Cobrir as escarolas com o creme de grão-de-bico.
Salpicar o orégano misturado
com a farinha de rosca e
levar ao forno por 40 minutos em temperatura média.


quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Aproximação ao Mundo Interior



Aproximação ao Mundo Interior
Dois exercícios preparatórios

1.
Técnica da resposta retardada
( para mentes ativas)

Ao despertar, faça uma oferta sincera para que o verdadeiro trabalho interior aconteça, para que não se perca em meio à imaginação e a pensamentos confusos.
Ofereça os pensamentos aos níveis superiores e também à imaginação, assim como o qualquer outro processo mental criativo.
Comece o dia de forma lenta, no caminhar, no agir, no falar...Em nada se precipite.
Se algo exigir respostas, retarde-a...
Não deve haver ações precipitadas nem pensamentos confusos. Adquira o poder de conduzir um pensamento após o outro. E o de observar.

Se não conseguir observar os próprios pensamentos, respire profundamente e não aja.
Se emergir crítica, aguarde. Deve haver tempo de entregar a crítica ao Alto e de transformá-la. Por isso, deve se retardar a resposta.
Essa é uma técnica para a convivência diária em qualquer situação.
Se durante três dias for praticada com precisão, algo começará a acontecer no nível mental e poderá facilitar muito o trabalho de aproximação consciente aos mundos internos.

2. Técnica da semente que germina
( para mentes passivas)

Esta é uma técnica para as mentes que encontram dificuldades em se concentrar,
não pelo excesso de pensamentos, mas pelos devaneios e pela menor agilidade
de raciocínio.

Ao despertar, entregue ao Alto os pensamentos, a imaginação, todo o processo
mental e criativo.

Durante o dia, emita suas respostas claras e objetivas.
Sempre que precisar responder, faça-o com o máximo de clareza e objetividade.
Não permita vagar com o pensamento nem evadir para outras esferas.
Antes de externalizar algo, primeiro o construa internamente com clareza.

Além disso, em tudo perceba uma resposta. Em Tudo.
Comece por observar como responde o que está em volta, na Natureza.
Tudo oferece resposta, e é preciso aprender a interagir com Ela.
Assim, a mente começa a interagir com o Todo.

Se em três dias esse exercício for praticado com precisão, uma interação
mais ampla começá a surgir, e o ser não mais buscará escapar da
vida presente e da responsabilidade.

Esse método é chamado "a semente que germina",
porque tais seres assemelham-se a sementes:
ainda estão encerrados em si mesmos.
Quando começam a observar as próprias respostas e as
respostas da Natureza, algo genuíno começa a germinar dentro deles,
e assim podem florescer.



sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Vagens Assadas

Vagens Assadas

O que é preciso?
450 g. de vagens
1 alho-porro
100 g. de cebolinhas brancas miudas
2 colheres de salsa
Sal à gosto
Folhinhas de hortelã

Como fazer?
Cozinhe as vagens em água fervente com pouco sal,
após limpá-las e cortar as maiores ao meio.
Limpe o alho porró, e corte-o em tirinhas. Pele as cebolinhas, lave-as.
Despeje tudo numa tigela e junte a salsa .Tempere com o azeite e sal.
Forre uma assadeira com papel alúmínio e coloque os legumes.
Feche formando um cartucho e leve ao forno por 20 minutos.
Retire do forno e sirva as vagens polvilhadas com hortelã.
Opcional: Usar azeitonas verdes.


Mousse de Maçã e Hortelã




Mousse de Maçã com Hortelã

O que é preciso?
750 g. de maçãs verdes descascadas
3 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de água
6 ramos grandes de hortelã
5 colheres de sopa de iogurte natural (consistência firme)
2 claras
1 colher de sopa de açúcar mascavo

Como fazer?
Corte as maçãs em fatias, dentro de uma panela com a água.
Junte o hortelã reservando algumas folhas para decoração.
Tampe e cozinhe em fogo moderado por 15 minutos mais ou menos.
Retire o hortelã. Passe numa peneira ou liquifidicador, de modo a
que a mistura fique lisa. Deixe esfriar e acrescente o iogurte e o mel.
Misture. Bata as claras em neve e junte o açúcar, sem parar de bater.
Adicione ao preparado de maçã e misture. Coloque num pirex grande
ou em tacinhas individuais.
Decore com a hortelã reservada.
Leve à geladeira até tomar uma consistência firme.

Opcional: Também pode usar maçãs vermelhas.


domingo, 30 de agosto de 2009

A Harmonia das Flores



A Harmonia das Flores

As flores representam a etapa de máxima sutilização da matéria no reino vegetal. Para elas convergem substâncias e forças terrestres que ascendem do solo e se elevam de patamar em patamar dentro do campo vital da planta.
Por outro lado, as flores são o gesto sublime de entrega do vegetal à luz. Nessa doação ele incorpora os elementos imponderáveis que lhe chegam de todas as direções do cosmos e os expressa como cores, harmonia de formas, aromas e vibrações.
Por meio das folhas as plantas se abrem diretamente às influências da luz do Sol. Assimilam sua energia radiante, materializam-na pela fotossíntese sob a forma de substâncias, e assim a introduzem na vida vegetal.
Por meio das flores, porém, as plantas se doam por completo à luz e trazem á manifestação material o resultado dessa comunhão.
Assim, na formação floral as plantas se elevam acima da vida vegetativa e se relacionam mais intensamente com a vida solar e cósmica, seus ritmos e movimentos.
Nas flores se materializa em alto grau o padrão de harmonia da planta. Esse concentrado de energias, impregnado de impulsos de ordem e pureza, atua no organismo e no psiquismo, favorecendo se reequilíbrio. A irradiação das flores toca o ser humano sobretudo no plano etérico e astral-emocional.
Suas cores, a simetria das suas formas, seus perfumes e emanações sutis elevam também o campo etérico do ambiente.

AQUIETE-SE
Permita que as flores toquem em você.
Sinta a magia das cores, formas, aromas e essências.
Receba a energia das flores em sua vida.
As mudanças significativas ocorrem de dentro para fora
Desenvolva sua capacidade de amar e eleve a qualidade de sua existência.
Deixe as Essências Florais penetrarem em seu coração.

Flores que vivem em Ti
Já sentiste o perfume de uma flor?
Quando teu coração for silencioso
pela voz da escuridão que teima em te iludir,

Sente o perfume de uma flor...
Será suficiente para trazer à tona
que és a razão para a flor existir,

que és tu a razão para que
nela esteja o perfume doce e sereno.

Na realidade, o que pareces tomar da flor
é o que habita em teu ser.

Não demores tanto para descobrir
as flores que vivem em ti!




Banner